cine950.png

cine950.png
Blog dedicado a divulgação do Projeto História e Cinema, que discute o cinema como ferramenta pedagógica no trabalho com a disciplina História.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

1492 A Conquista do Paraíso

1492 2 Depois do impacto da brilhante realização de Kethryn Bigelow em Guerra ao Terror, o nosso Projeto História e Cinema volta com outra importante produção do cinema americano. Feita convenientemente para coincidir com o aniversário de 500 anos da chegada dos europeus ao continente americano, o filme 1492 A Conquista do Paraíso, de Ridley Scott, acabou por sofrer duras críticas quando do seu lançamento, inclusive o de fazer apologia do massacre causado às populações ameríndias, também em seu viés etnocida. Uma pena, posto que o filme claramente não tem esse foco, e em certas situações vê-se a preocupação do diretor em chocar o espectador ao mostrar o comportamento selvagem do colonizador.

Como já mencionei em outra oportunidade, o diretor Ridley Scott 1492 4 tem especial predileção por temas históricos, e explora o material de “pesquisa” com grande apuro técnico, mas também levanta questões a serem debatidas, o que nos motivou a escolher alguns de seus filmes para exibir no projeto. Já mostramos e debatemos Cruzada e ainda faremos isso com Gladiador.

O filme 1492 traz no elenco o sempre competente Gerard Depardieu, como Cristóvão Colombo, Armand Assant, como Sanchez e Segourney Weaver, como a rainha Isabel, e mostra os eventos relacionados a disputa entre Espanha e Portugal pelo domínio da expansão comercial oceânica, bem como a viagem de Colombo e os primeiros momentos da colonização da América. 1492 1

Conto com a presença dos alunos do CEJA e demais participantes do Projeto História e Cinema na exibição do filme, que como sempre, será no laboratório de informática da escola. 1492 3Postem o comentário sobre a expectativa para esse filme, e de que maneira vocês vêem esse processo de “descobrimento” e colonização do “novo mundo”.  Até mais!

Assistam ao trailer do filme:

9 comentários:

  1. Espero que assim como eu, todos possam descobrir ao assistir esse filme o verdadeiro significado desse processo de descobrimento e colonização do novo mundo,e que apartir desse momento possam dar mais valor ao cine historia , pois saber a história do nosso país e muito importante nos dias de hoje para se combater as desigualdades socais.

    ResponderExcluir
  2. Ao ver o triler do 1492 Conquest of paradise( A conquista do paraiso)viajamos no tempo e na conquista do novo mundo, o continente da esperança, a beleza da paisagem, mar e floresta e o primitivismo, atingido pelos colonizadores ou melhor exploradores. Os acolhedores homens nato, a difença de raça e mistura e disputa, e o indio perdendo espaço, o homem-indio, o que podemos chamar de herói planetário, os donos da terra, os primeiros a contemplarem e amarem a bela terra em que nasceram. A América nessa época de descoberto e documentário, viveu um tempo rústico, mas ecológico e produtor de recursos naturais, que deixaram os visitantes pasmado, e achando a América abandonado e na mão de ingênuos. E a figura indigena é atingida de cheio, a injustiça nunca mais cobre a justiça, as penalidades sofridas são dicumentários históricos e, que graças a esses documentos podemos ver o novo mundo, a conquista do paraiso e o extermínio do indigena, na morada sagrada, no sol que era seu deus, e na natureza mãe e nos irmãos amigos e verdadeiras criaturas de valiosíssimo ponto de acolhimento e amor, mas tiveram como resultado a dor e o martírio e o paraiso ameaçado e sua forma mudada. Assistam na próxima sexta acompanhe a hostória, comente e faça crítica ou concorde com o moderno e a civilização branca e sua conquista, o comentário é seu, a visão é sua, e assim, o cine história atua na ferramenta educacional de primeira linha, que muitas escola ainda estão paradas no tempó, com professores cansados por cargos demais e dar o pior aos alunos, aqui no CEJA damos o melhor, estudamos e analizamos filmes em DVDs em painel de Brasil e de mundo. Nunca cansamos nem desistemos de mostrar a realidade e ativar o senso crítico da formação que leva adiante, vamos a cine história, aqui é documento e memória, nova era educacional. Parabéns Ceja, Josemar(Professor) e a boa equipe educacional, eis a fonte, eis a cultural cinematográfica, o cinema não morre, é a maior arte do mundo, cine história tem tudo! ZS>>>

    ResponderExcluir
  3. A Conquista do Paraiso - É uma extraordinária apresentação cinematográfica, com som, imagem, emoção e a natureza nessa mesa.O personagem central COLOMBO vive um papel de suspense e de uma firmesa de coragem para retratar seu personagem tão polêmico e tão histórico. Vivemos então, O DESCOBRIMENTO DA AMÉRICA, o novo mundo, o cargo do papel desenvolvido, mostra um homem que luta para estruturar a uma cidade ou lugar conquistado para ser bem administrado, os donos da terra os índios são hospitaleiros, mas seu idealismo de conquista ver força contrária,não no meio dos indios mas no meio da sua administração, ventos que sopram a favor até que a ambição e a maldade entra num personagem voltado para violência e destruição dos indios, vê em Colombo um homem com mente independente sendo perigo e quer freiar o controle.
    O edificar de Colombo teve seus dias de dores, quando unidade de forças era necessário, veio o terrível inimigo bombardeador do bem semeado. Sempre que os homens de Deus fazem bons projetos, em nome desse Deus o inimigos dizem o contrário, utilizam a negatividade deles e o ódio para ir de contra o projeto apresciável, como era o caso do novo mundo, AMERICA. Colombo geograficou um paraiso desconhecido foi o desbravador, que encontrou dores, mas lutou e está aí a AMÉRICA, o tão sonhado paraiso, que hoje dia 14/05/2010 às 18h:30 foi ao ar, na nossa querida escola CEJA, a emoção e suspense, vimos o belo espetáculos historico, documento e aula em alto nível. Abraçaos aos colegas, Prof. Josemar, Prof. Júnior e toda equipe amiga CEJA. ZS>>>

    ResponderExcluir
  4. A Conquista do Paraiso- Filme que relata o descobrimento da América, por Colombo.Sem sombra de duvidas ele é caracterizado da melhor forma possível. Tirou minhas duvidas sobre o descobrimento da América, descobri como e quais eram atitudes de Colombo. Esse projeto é Show!!!!
    Um abraço a todos, e fiquem com Deus. Miguel Patricio.

    ResponderExcluir
  5. Antes de mais nada gostaria de acrescentar a minha admiração pelo esforço do professor coordenador deste projeto,Josemar Medeiros, em colaborar, de modo criativo e dinâmico com uma educação diferente no que diz respeito ao desenvolvimento dos alunos e demais pessoas que estão se dispondo a participar do respectivo projeto que só tem a acrescentar.
    Como outros, tenho assistido aos filmes do projeto, e não me arrependo de fazê-lo, haja visto a visão histórica, os sub-temas e as idéias que são transmitidas a cada longa-metragem ali exibida.
    O filme 1492 A conquista do Paraíso, mostra além do fato em si, o contexto histórico pelo qual se deu a chamada "descoberta da América" por Cristóvão Colombo. Vemos logo no início o exercício do poder da Igreja sobre a vida e o pensamento das pessoas que começavam a pensar diferente, através da chamada inquisição. Pessoas são mortas brutalmente pelo estado e pela Igreja em praça pública por "discordar" da doutrina oficial professada pelo estado.
    Pergunto se, nos ambientes em que respiramos, trabalhamos e vivemos sentimo-nos à vontade em apresentar os nosso sonhos, pensamentos e sentimentos, e se isto é exercido livremente e espontaneamente... Existe algum poder em nosso dia-a-dia que devasta a nossa espontaneidade? Estamos, hoje, em pleno século XXI, livres de ditaduras que nos pressiona a vivermos e a pensarmos desta ou daquela forma, sobrando-nos uma pressão sobre os nossos ombros e cabeças?
    Um outro fato interessante são as discordâncias existente entre membros da corte e eruditos da época em relação a pontos cruciais no que diz respeito às descobertas que aos poucos vão historicamente e gradativamente se dando. Colombo discute e discorda, mas não é ameaçado. Fico pensando que talvez se aquela discussão fosse ente apenas camponeses ao ar livre ia sobrar para alguém...
    Colombo parecia muito bem intencionado, em relação à sua viagem, inclusive isto se apresenta na sua conduta entre os próprios nativos. Já a corte, como sempre, pensa na expansão do reino e na descoberta de riquezas. No entanto, ele não desistiu. Agiu mediante a sua intenção e, graças a isto conseguiu, de certa forma, a adesão dos nativos em relação aos objetivos de fundar uma cidade, expandindo a "Civilização" e cristianizando-os.
    Quantas e quantas pessoas se aproveitam do trabalho e do suor dos sonhadores? Entre as pessoas de boa vontade, existem muitos aproveitadores que agem segundo suas intenções, infiltrando idéias e tirando proveito. Infelizmente, mesmo muito bem intencionado colombo contribui com expansão do Reino de onde ele vinha. Ajudou, de certa forma na dizimação de milhares de nativos em nome da civilização da qual somos herdeiros e perpetuadores ainda hoje.
    Um outro fato interessante é que Colombo foi vitimado pela mentira em relação a sua conduta na "nova terra". Perdeu o poder que lhes foi outorgado pela corte espanhola. Até a descoberta que fez, quis ser tomada por outros. Por que não chamar isso de roubo? Já aconteceu com você?
    Se você é um cara bem intencionado, você já notou quantas pessoas tem de olho em você? Quantos lhe atiraria pedras se pudesse? Na hora que você encontra-se falando, quantos, além dos que aplaudem, ficam procurando brechas para saber quais são as suas intenções? Ou seja, se estar ou não querendo mais alguma cousa?
    Um outro fato interessante é que durante as dificuldades e ameaças, colombo lembra-se dos filhos. Ele não perde as raízes e não abandona a sua prole. É tanto que termina a sua vida entre eles. Nota-se que para ele a família é uma referência humana.
    Para terminar, gostaria de confirmar que a análise que acabo de relatar reporta-se ao personagem central do respectivo filme, isto é, ao descobridor da América, de acordo, é claro, com o que é apresentado na longa-metragem.

    Antonio Laurentino Feitosa.

    ResponderExcluir
  6. de que forma o diretor caracterizou o personagem principal (colombo)

    ResponderExcluir