cine950.png

cine950.png
Blog dedicado a divulgação do Projeto História e Cinema, que discute o cinema como ferramenta pedagógica no trabalho com a disciplina História.

sábado, 4 de setembro de 2010

Cinema e História em Livros

Voltamos às atividades. No segundo semestre letivo de 2010, o Projeto História e Cinema foca as suas atenções na EJA (Educação de Jovens e Adultos). Com a participação das professoras de História, montaremos uma programação voltada aos temas que elas estão explorando em suas aulas. Os alunos do Projeto Revisão de Estudos, bem como os demais participantes do CineHistória, continuem sentindo-se convidados. 

Bem, mas antes de trabalharmos com as reflexões em torno do novo filme a ser exibido, quero aproveitar essa postagem para compartilhar com vocês, leitores e participantes do CineHistória, algumas leituras que tenho feito e que versam sobre os objetivos do nosso projeto.

Para começar, recomendo o seminal Cinema e História, do historiador Francês Marc Ferro. O livro trata do cinema como uma representação histórica, produzida a partir do imaginário, das livro de marc ferrocrenças do homem, sendo, portanto, um instrumento de preservação da memória. Ferro é um dos grandes nomes da terceira geração dos annales e dedicou boa parte do seu esforço intelectual na produção de textos que abordam a relação entre o cinema e a história. Esse livro é o responsável, por assim dizer, pela introdução dessa temática no meio acadêmico.

Cinema e história, de Marc Ferro é leitura essencial para os professores que pesquisam e/ou desenvolvem algum trabalho unindo os dois temas. Em nossa caso, a obra é inspiradora, posto as intenções de Ferro vão ao encontro dos objetivos nossos. É o que podemos constatar pelo prefácio da nova edição brasileira publicada recentemente pela Editora Paz e Terra: “Ferro argumenta que a ficção cinematográfica não faz uso de um só discurso histórico – a história-memória, a História geral ou a História experimental – , mas escolhem as informações que parecem mais significativas no momento em que a obra é realizada. O cinema pode reproduzir o passado, mas é o presente que está no comando.”

Recentemente foi lançado um livro muito interessante para nós que estudamos esse assunto: Cinema e História: guia de filmes, de Alexandre Ayub Stephanou. O livro é na verdade uma indicação de títulos de filmes que podem ser trabalhados nas aulas de História. Entretanto o autor tem o cuidado de apresentar a sinopse de cada um, e bem didaticamente, expor de que maneira a obra cinematográfica pode ser trabalhada. Para o autor “a HistLivro história e cinemaória não é uma ciência que estuda o passado, é uma ciência que estuda a obra dos homens no tempo. Se a arte é o habitat natural e o sentido mágico que os homens deram aos seus símbolos e as suas representações, a história é a forma de decifrar esses símbolos e essas representações.”

Outro livro que quero citar é o já bem mais conhecido Como usar o cinema na sala de aula, de Marcos Napolitano. Trata-se aqui de um manual metodológico, onde lemos sobre como usar de maneira lúdica e construtiva o cinema como ferramenta pedagógica. A obra não trata apenas da relação entre cinema e História, pois cita filmes que podem ser usados em várias disciplinas, mas traz um capítulo abordando especificamente as disciplinas da área de ciência humanas.

como usar o cinema na sala de aula Considero essa leitura essencial para quem quer desenvolver qualquer atividade em sala de aula usando o cinema como recurso. Pois além de instigar idéias, sugerir atividades, ele nos leva a elaborar situações-problema muito úteis no cotidiano escolar. E nos chama a atenção para algumas armadilhas para onde o uso do cinema na educação pode nos levar. O cinema, claro, não substituirá a aula.

Para finalizar, cito também o livro O Cinema e o Ensino de História, de Renato Mocellin, que debate justamente o cinema como ferramenta didática, onde assim como Marcos Napolitano, é chamada a nossa atenção para os cuidados que devemos ter ao exibirmos os filmes e usá-los como apoio didático. Os filmes são também instrumento de dominação cultural. São produzidos intencionalmente e contém também erros histcinema e ensino de históriaóricos. O professor precisa também estar atento a tudo isso.

Pessoal, são apenas recomendações iniciais. Eu também ainda estou me dedicando a essas leituras, e quero ir compartilhando-as com vocês. Futuramente, penso em abrir uma postagem para que a gente possa discutir cada uma dessas obras. Uma de cada vez. Pode ser?

Ainda esse ano, quero postar também a indicação de alguns artigos que também tratam da relação entre Cinema e História. Também pretendo montar um grupo de estudos para discutirmos esse tema. O pessoal aqui de Brejo Santo que tiver interesse, procure-me no CEJA Joaquim Gomes Basílio, local onde realizamos as nossas exibições.

Concluindo essa postagem, deixo como sugestão o vídeo abaixo. Maravilhoso. Ele resume em poucos minutos a história centenária do cinema.

6 comentários:

  1. Josemar - tive a felicidade de vê toda a tragetória cinematógráfica, com paciencia e atenção apesar do sono que me encontro, mas deu para vê mais de oito minutos, foi valioso! Principalmente porque estamos vivendo o centenário do CINEMA, às vezes, as pessoas falam a respeito do mundo e do homem, que é ruim e que é uma caricura e que proibe a entra do eterno, eu acho isso uma pura bobagem, Deus disse :" Faça-se o homem e que ele domine sobre tudo ", Vemos o hoemem dominando a arte cinemotofráfica que tanto bem faz a humanidade, e que no atual tornou-se uma ferramenta educacional de longo alcance, um luneta para os sábios e inteligentes estudantes, quem vê difernte não generaliza o homem e tira seu valor e seu QI extraordinário, os homens sementes do bem, frutíferos sal da terra,deram sabor e vitalidade aos sonhos que permitem demosntrar vidas, músicas, danças, aplausos e denuncias socias, justiças e injustiças, dramaturgos,historiadores, escritores, poetas, filósofos, e muitos outros entram em cena para fantasia e beleza visual,CINEMA, a maior arte do mundo.
    Foi ótimo, viajar na origem do cinema até o momento presente, não é que nem um,nem outro, em sua ópoca foi melhor ou pior, custumo dizer quem faz bem feito, e faz com garra, é impar no que faz, se viu isso nos geniais, que desenvolveram o CINEMA, cada um fez sua parte-complemento, ajudou ao mundo ser mais feliz,parabéns Educador e historiador, Josemar, valeu o que vi e conheci, e afirmo a maior arte do mundo, é e sempre será o CINEMA, e hoje como ferramenta educacional, foi o maior presente a humanidade, pena que é uma minoria que vê isso, porque falta em nosso país, mão de obra especializada, aquilo, que SERRA e MARINA vem dizendo nas suas campanhas,
    Deixo meu abraço, a você, Josemar e os alunos do cursinho e do Eja, do nossa querida escola, CEJA.
    Embrce to equip and Josmey, Lurdes, Maria do Carmo, Maria de Fátima, Shirley Maria, Carlinhos< Letícia Maria, Lucy e Cia., ZS>>>

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário e pela força, Zé Santana. Provavelmente na semana que vem faremos o lançamento do teu cordel numa sessão especial do cinehistória com o filme A missão. Até lá!

    ResponderExcluir
  3. Josemar - A MISSÃO é o filme certo, da hora certa,
    hoje durante a tarde analizei toda a trajetória de uma produção cinematográfica, bem dirigida, para vê e analizar. Então, podemos entender melhor o papel dos Jesuítas, que a catequese e a educacção foram bandeiras de conquistas.
    Quando escrevi o cordel OS CÉLEBRES JESUÍTAS, foi porque pela Rede Globo, sempre se anunciava o ANO DA EDUCAÇÃO, como gosto muito de pesquizar,lembrei dos pioneiros da educação no Brasil, SÁBIOS SACERDOTES JESUÍTAS, onde o seu desempenhar EVANGELIZAR E EDUCAR, mostrou-se dinamismo e descobertas de dons e talentos, aquele coral dos índios, treinados pelos Jesuítas para recepcionar as Eminencias e caravanas européias, foi a mais linda tonalidade e encanto, que comove o telespctador ao vê talhado na alma do Índio Guarani, uma riqueza artística, acho que por isso tem muitos artistas em nosso país, porque essa boa genética indigena ainda circula nas nossas artérias. Fiquei sabendo que a maioria dos violinos que tocavam nas grndes orquestas da europa e até na grande ROMA, eram feitos por nossos pacatos indígenas, porque os Jesuítas além de formar comuna formaram oficinas artísticas.
    É salutar o valor que têm esse filme A MISSÃO que vem de encontro com o CORDEL - OS CÉLEBRES JESUÍTAS; quem assiste o filme e lê o cordel entenderá o quem foi OS JESUÍTAS, e a tarefa do cordel como fonte educativa complementar, de despertar e ensino.
    Para o poeta Zé Santana, estou realizado nesse trabalho de suma importância para a educação e principalmente para os alunos e universitários do curso de história, se alguém foi contra ainda não ouvir, mas a favor muitos já levantaram, e esperam o proíximo trabalho do poeta Zé Santana, quase como um próximo capítulo.

    Alunos do CEJA, aguardem com ansiedade e se prepararem para assistir uma especial aula que poucos alunos assistiram, Zé Santana e Josemar, Cordel e Dvd, a nova luz da educação, ok?

    Embrace to equip: Maria do Carmo, Josmey, Tia Lurdes, Ledinha, Maria de Fátima e Cia. ZS >>>

    ResponderExcluir
  4. Quero aproveitar o espaço no Blogger e parabenizar a josemar, zé santana e tony por esse projeto tão importante e tão exitoso.Iniciativas como esta faz com que o nosso aluno permaneça na escola, oportunizando a estudarem os conteúdos de historia de maneira mais atrativa e mais prazerosa.valeu,vocês são 10!.
    Francisco Josmey Miranda

    ResponderExcluir
  5. Josmey e Josemar, o cine história é inesquecível, quando cheguei em NATAL, que fui dar minha volta olímpica na cidade a primeira coisa que pensei vou usar a camisa do Cine história, e em vários passei falei para amigos internautas daqui da cidade de Natal,o valor que tem essa ferramenta educacional.
    Eu fui visitar também FORTE DOS REIS MAGOS, o guia turístico era um grande professor de História, deu todas as coordenadas a respeito dos ataques HOLANDESES ao forte,deu a aula com uma bela pedagógia, brincando com todos. Eu nesse momento desejei todo a equipe do cine história presente,documentei toda a aula, e coloque as fotos histórica lá no meu orkut. Eu vim a Natal passear e curtir o sol e o mar, acabei passando por boas aulas ao ar livre, visitei o maior cajueiro do mundo, outra aula foi dada pelo guia, que também um historiador com muita garra e amor, fala com convicção de quem estive desde o momento, em que um pescador lanççou a semente ao chão,e a beleza se tornou turismo nos dias de hoje, também está documentado essa aula no painel fotos do meu orkut. ( Visitem!!!)
    Agora lembrei de Cazuza, um dos grandes poetas e cantor: " Porque o tempo, não pará!!!" Viajar é entrar na graça e no deleite de viver e estudar, as cidades e pontos turísticos,é também rever história,documentar painel, isso faz o turismo ter gosto de mel.
    Viajar no tempo, é adentrar na história,e vir a tona o nosso querido Cine história, de Brejo Santo - Ce,no CEJA - JOAQUIM GOMES BASÍLIO, com Josemar, Josmey, Diretora Maria do Carmo e grande equipe, Ledinha, Tia Lurdes, e Maria de Fátima, e ainda as professoras, do Eja, Ruth, Margarida,e também Cláudia e Lucíola, e não esquecendo o grande Profesor: ANTONIO CARLOS e AMAIR e sua gastronomia, E OS BONS AMIGOS ESTUDANTES,
    Dizem que o CEJA é 10! Mais não acho somente isso,o CEJA é 1000!!!
    My embrace... The poet ZS >>> O Cavalheiro do Azul...

    ResponderExcluir
  6. Extraordinário é mostrar aqui em NATAL, esse riqueza do Cine História iniciado pelo ilustre educador, porque ele não é somente um professor, é um educador de mão cheia, a verdade seja dita, o Ceja ganhou muito com JOSEMAR DE MEDEIROS CRUZ e EU, poeta Zé Santana tive a felicidade de ter uma temporada como aluno cooperador do CINE HISTÓRIA DO CEJA, muitos alunos por ali, foram bem sucedidos nos vestibulares, VALDIR ESTRELA, JAIR E EU TAMB[EM, JOSÉ MARCELINO DA ROCHA, O poeta Zé Santana. Caro aluno ou internauta, que aprender HISTÓRIA ? Vá ao cine história do Ceja, e faça perguntas, questione e tire dúvidas, e um dia diga o CEJA é mil, CINEMA, PROFESSORES E EDUCADORES, e agora com a nova DIRETORA MARIA DO CARMO E BOA EQUIPE, SUCESSO TOTAL, faça parte dessa festa educacional e de direção ruma a UNIvERSIDADE. EL POETA,. ZÉ SANTANA... Diretamente de NATAL, RN. for CEJA.

    ResponderExcluir